Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!


Sophia de Mello Breyner Andreson

6 comentários:

JMB a.k.a. GIRASSOL disse...

linda foto!
belo texto

Manza disse...

Óptimo texto.
Óptima poetisa.

Pedro disse...

quiseras tu e...

Anónimo disse...

Eva Querida, pudesse eu e estaria contigo onde tu quisesses! Quando é combinamos alguma coisa? Gostei muito dos teus textos! Continua! É bom saber que continuas com essa vitalidade! Beijos de um amigo qu nunca te esquece.

João Maria

Pedro disse...

Há gente que se lembra de aparecer em cada altura...

Amadeu A. disse...

Pudesse e quisesse. Posso e não quero, quero e não posso. Uma inquietação.

Subscribe