Queria tanto rebentar este ferrolho para meter cá fora todos os silêncios que calo.

 Posted by Picasa

16 comentários:

A. Maciel disse...

Quais são esses silêncios?
Abre-te!
Não retenhas os teus sentimentos sejam eles de culpa, amor, ódio, ou outros.
Extravasa as tuas emoções.
Um beijo,
A. Maciel

Anónimo disse...

Todos temos portas e ferrolhos! Todos temos segredos e mentiras que guardamos por detras de paredes grossas e frias. Todos temos textos que queremos publicar para além da primeira frase...
Mas olha que é um ferrolho tão bonito!

Anónimo disse...

Partilho contigo esse sentimento.

Eva disse...

Pena é não saber quem é o/a anónimo/a que quer partilhar comigo esta explosão dos silêncios.

Anónimo disse...

É A TUA VIZINHA DE CIMA

Cleopatra disse...

OPS!!!!!
Eu a querer falar e vai de vizinha de cima para o meio do blog....

Bam... eu também tenho alguns ferrolhos e acho que não faz mal a ninguém que o continuem a ser!

Raposa Velha disse...

Se calhar é só falta de óleo. No ferrolho.

Paula disse...

De tantos silêncios fazemos a nossa vida e tantos são os que calamos pelo temor da perda. E como te percebo, amiga. Sei bem dos silêncios que tens feito a tua e do quanto isso te perturba.
Cada vez gosto mais de te ler. Vai-nos mostrando essa alma que só alguns “privilegiados” conhecem por dentro. Aqueles que não te merecem chuta-os da vida para fora. DE VEZ. Quero ver-te em paz e serenidade rapidamente. FORÇA pois sei que vais conseguir os teus objectivos.

Anónimo disse...

Falta de óleo?????????
onde?????

Raposa Velha disse...

Às vezes na memória, que emperra. Outras na vontade, teimosa em descolar. Outras simplesmente porque não nada sobrou daquele que acabou de tal forma bresuntando as mãos que os dedos escorregaram repetidamente sobre as teclas :-)

Fernando disse...

Ó Cleópatra, cada vez gosto mais de si!

Fernando disse...

Eva, o silêncio também serve para comunicar, e de que maneira. Ferrolhos? O que é isso? A maior parte das vezes, aferrolhamo-nos mais com palavras do que com silêncios. É atrás das palavras que nos escondemos. E falar sem palavras é fácil. O que é difícil é mentir com silêncio.

Cleopatra disse...

Olá Fernando!
Isso é a sério ou a brincar????

Diga isso no meu BLOG Homem!!!

DarkMorgana disse...

Faça isso Eva. Mas a escrever...
Não bata as asas. Vamos gostar de ler os seus silencios...

Paula I disse...

Ei! já há outra Paula...
então eu serei a Paula I, ok?
Pois eu acabo de quebrar o meu silêncio gritando:
ESTOU LIVRE!!! FINALMENTE!!! ESTOU LIVRE!!! LIBERTEI-ME!!!
Amanhã vou ter a minha melhor segunda-feira de sempre...
É tão bom...............
Tu percebes...
Bjs.
Paula I

Cleopatra disse...

OH Paula...

As segundas feiras eram-lhe assim tão dolorosas???

Ou tornaram-se dolorosas?

Ou está assim porque elas não são mais dolorosas???---

Subscribe