7.8.06

VALSINHA

 



Apeteceu-me tanto partilhar esta Valsinha.
Vinícius, pela voz de Chico Buarque, que por aqui se vai ouvindo em repetição.

"Um dia ele chegou tão diferente do seu jeito de sempre chegar
Olhou-a de um jeito muito mais quente do que sempre costumava olhar
E não maldisse a vida tanto quanto era seu jeito de sempre falar
E nem deixou-a só num canto, pra seu grande espanto convidou-a pra rodar.
Então ela se fez bonita como há muito tempo não queria ousar
Com seu vestido decotado, cheirando a guardado de tanto esperar
Depois os dois deram-se os braços como há muito tempo não se ousava dar
E cheios de ternura e graça foram para a praça e começaram a se abraçar
E ali dançaram tanta dança que a vizinhança toda despertou
E foi tanto felicidade que toda cidade se iluminou
E foram tantos beijos loucos, tantos gritos roucos como não se ouviam mais
Que o mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz
"

Posted by Picasa

8 comentários:

Cleopatra disse...

Isto não é uma valsinha, é um tango.

Pedro disse...

O jogo do tango ao ritmo da valsa, em crescendo, sempre
Contigo

joana disse...

ja nao passava no seu blog ha muito tempo, nao tenho tido tempo...
está fantastico como sempre...
adoro o que posta no blog...

bjinho********

lucreciadream disse...

ola Eva, espero que Sintra lhe traga a Paz pretendida. Felicidades. A Oeste nada de novo

Apache disse...

Bonito mas... os seus textos, quando é que voltam?

Carlos Reis disse...

Bem me tinham contado do teu blog e só dito coisas boas. Mas só cá entrei hoje e para te perguntar: mas porque é que deixaste de escrever outra vez?

Carlos Reis disse...

Só entrei hoje para comentar, que para ler já cá tinha andado e devorei tudo o que escreveste. Faltou isso lá atrás.

Su disse...

gosto tanto desta letra e da musica tambem....
jocas maradas de sons

Subscribe