As nuvens vagarosamente se vão afastando.
Ao cimo - lá bem no alto - o branco já reina.
E lá ao fundo o azul espreita
abrindo uma restea de céu à vida.
E é ela que volta agigantando-se contra o tempo.

10 comentários:

Pedro disse...

“E ela que volta agigantando-se contra o tempo”.
Ufffffaaa! Até que enfim!
Beijos

Pedro

Anónimo disse...

Oh Evazinha contigo agigantamo-nos sempre.
Beijos do teu sempre... tu sabes.

Henrique

Clara disse...

Até que enfim que há um post sem ser assinado por um um poeta ou escritor...
Os teus escritos fazem-nos falta. Força nas teclas.

beijinhos

taxi driver disse...

foto lindissima.
bjs

José Manuel Dias disse...

Imagem fascinante...Boa escolha!

fados e cigarradas disse...

Voltará ou não voltará eis a questão.
As nuvens estão a ir-se embora tal como a paixão que te move (ou movoa, melhor dito)?
Beijos

Ana Cortiçadas disse...

Entrei aqui por acaso e gostei muito desta casa. Vou voltar muitas vezes.
Excelente foto esta e um texto de esperança.

Ana Cortiçadas

Raínha Má disse...

O novo trabalho anda a consumir o teu tempo?
Parece que sim...
Não deixes que ele te soterre e faz por aqui vires mais!
Sempre refrescas o meu dia enquanto estou eu por aqui!

Lusitana Paixao disse...

Ontem foi assim. Soube-me tão bem.

Claudia Sousa Dias disse...

Maravilhoso!

Poema e imagem.

CSD

Subscribe