O mundo é grande e cabe
nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe
na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe
no breve espaço de beijar.


Carlos Drummond de Andrade
 Posted by Picasa

9 comentários:

Anabela disse...

Eva, permita-me discordar das palavras do poeta.
O amor quando é grande não cabe no breve espaço de beijar.
Aproveita, apenas, esse espaço para se espraiar , manifestando, dessa forma, a sua existência mas, reserva-se a voos bens mais elevados, sem limite de espaço.
Um beijinho
A. Morais

Jo§e disse...

Quando o amor é grande (poderá haver amor sem ser grande?), cabe numa palavra bem pequenina:
Dar
Pode ser dar um beijo
Pode ser dar a vida
Pode ser...

Um beijo

Amadeu A. disse...

Adorei essa sensibilidade.

Um outro olhar disse...

é tudo isso
talvez o amor é que possa não ter espaço, ser mais intemporal, não estar limitado e confinado no brve espaço de beijar, mas a abarcar esse e muito mais

:)

Cleopatra disse...

Eu concordo com o José em parte...
Amar é dar...
olhar..
oferecer...
mas qdo se dá e não se recebe na mesma proporção...
bem,... o Amor não cabe em lado nenhum... por isso doi qdo se aconchega no peito... é grande de mais para caber seja onde for...
é Amor!

Mystic's disse...

Simplesmente: Lindo!

Apache disse...

Também vou descordar do poeta, o amor e a paixão não cabem em lado nenhum!
apetece-me citar os "Roupa Nova" (...) "Dia e noite a sós, o universo era pouco pra nós..."

DarkMorgana disse...

O amor que é grande
não cabe nem no mundo nem no mar
e só se demonstra um pouco
no breve espaço de beijar

Ines disse...

Lindo!

Subscribe