Quando a ausência se tornou um estado natural, o que fazemos com o espaço deixado pelas lembranças em branco?
E como tornamos em ausências as presenças que queremos mais não sejam que uma memória sem cor?

Posted by Picasa

18 comentários:

Cleopatra disse...

GUARDAMOS NA MEMÓRIA...SERENAMENTE.

Tornam-se ausências ou presenças com o tempo.

O Tempo é o melhor conselheiro.

Apache disse...

Pediu, então cá vai um comentáriozinho...

Não percebo, está tão alegre por ir para as Varas Mistas, não seria preferível ficar a eva com as Varas masculinas e deixar as femininas para mim... se calhar não! Varas, que grande "porcaria"...

Agora a sério, queria ir para Sintra e consegui, a sua alegria contagia-nos a todos. Boa Sorte!!!

Quanto às memórias, o melhor é lavar umas com lixívia e rabiscar as outras com tintas coloridas...

Angel_Ariel disse...

É realmente engraçado, estranho, misterioso o que se está a passar.
Para aqui estamos a falar com uma série de pessoas, com nomes estranhos (rainhas, apaches, eu sei lá) e até já parece que se está a construir uma amizade entre todos. Já se dão conselhos, contam-se vivências, sabem-se algumas profissões, decifram-se mensagens enigmáticas, detectam-se estados de alma…. Que coisa estranha.
Depois, transportamo-nos de umas blogs para os outros, completando respostas, acrescentando qualquer coisa…. É realmente estranho. Até parece a arca de Noé!!
Tenho uma sugestão a fazer.
Que tal um dia, se entretanto não entrarmos todos á estalada (virtualmente, é claro), marcarmos um almoço ou jantar, ou pique-nique ou sei lá, qualquer coisa, e encontrávamo-nos.
Ainda é cedo, penso eu…. Lá mais para a frente…. Sei lá, dia de S. Martinho (11 de Novembro), que até é um Sábado….ou então, atento o dia que é e possam existir pessoas que neste dia tenha outras opções, um outro dia qualquer!
Fica a ideia!

Cleopatra disse...

Acho uma óptima ideia...
Aliás, o Angel não é original na ideia...

Ou seja, no Blog da DarkMorgana há já um cafézinho marcado!

Pois...
E quanto ao dia de S. Martinho é um dia importante sim e especial também.

E depois, há sempre pessoas que têm outras coisas marcadas nesse dia.
É Verdade!

Para o Apache , uma explicação...

Aqui as Varas não são de porcos...

Há lá muita porcaria sim , mas tem mais que ver com a Organização dos Tribunais.
São assim uma espécie de Tribunais com processos muito complicados...
Pois, deixe lá.
Um dia levo-o para ver como é.

Jota disse...

A ausência É um estado natural. Olha à tua volta... Os maridos, as esposas, os pais, os filhos...o Estado, tudo cada vez mais ausente.
Até as amizades se tornam ausentes por virtuais...
Já agora, almoços é comigo...hehehe

Cleopatra disse...

As ausências são as presenças mais presentes Eva.

Acho que não há nada a fazer!!!

Deixemo-nos de tretas!

DarkMorgana disse...

Já me tinha sentido tentada uma vez a pôr este texto meu num comentário para si, Eva...
Por causa desta coisa das presenças e das ausências...
Ainda não postei no meu blog porque não encontrei uma imagem que se adequasse.
É desta!

"Há presenças
que me provocam ausências
e dou comigo a divagar…perdida…

e há ausências
que serão sempre presenças
com a intensidade da vida…

e não há tempo
não há leis da física
não há distâncias
que me afastem das minhas
presenças mesmo ausentes…

Há apenas as aparências
contra o grito das coisas
evidentes…"

Apache disse...

Obrigado pela explicação cleopatra, bem me parecia, por isso coloquei entre aspas...
Você anda mesmo mázinha, pôs as letrinhas para se vingar... e agora quer-me levar a tribunal, eu é que a devia processar, por atentar contra o bem estar oftalmológico da eva e se calhar de outros bloguistas...
Bem, eu desculpo-a porque anda muito confusa!...

"Leis da Física"... Chamaste morgana?...

Cleopatra disse...

Grande chefe indio muito rabugento..

Grande chefe muito confuso com sinais de fumo....

Grande chefe diz que a grande Cleopatra estar confusa mas não ser verdade...

Cleopatra estar apenas a analisat a questão das ausências...

Grande chefe ir a Tribunal se não baixar penas no totiço...

E levar no totiço!!!!


Condeno-o desde já
a ter de escrever as letrinhas enfadonhas!

Eva disse...

E qual era a forma do dolo? já não me lembro!
Mas em todo o caso a setença já está depositada. Já pode começar a contar o trânsito em julgado. Não esquecer os 3 dias do 145!
Haverá recurso?
Para para ver as alegações de facto e de direito.
eheheheheheheheheh

Apache disse...

Ai ai, ai ai, Indio zangar-se!...

A ditar sentenças sem mais nem menos... claro que vai haver recurso... onde estão as garantias de audiência e defesa do arguido, consagradas no nº3 do artigo 269º da CRP?... Indio querer patrono, ou patrona, de preferência!...

Cleopatra dizer mata, eva dizer esfola, isto está bonito, está...

Jota disse...

Atento ao teor dos textos supra temos que aclarar as águas. Cédulas da Ordem na mesa... ou então andamos a praticar Advocacia sem autorização...

Cleopatra disse...

Indio vai ficar sem escalpe.

Já temos um advogado metido nisto!

DarkMorgana disse...

A fazer a dança da chuva de comentários, Apache?
Já viste que onde chegas, distabilizas os comentários?
O pessoal fica maluco com o Índio!!!
A tua presença na blogosfera já é indispensável!!!
É bom sinal!!
Olhe que sim, olhe que sim...

DarkMorgana disse...

Se eu chamei?
Chamei?
O que é que têm as "leis da Física" a ver com um Apache?...

Fernando disse...

No teu caso, são as palavras que transformam ausências em presenças, que transmudam todas as presenças em ausências. E só tu és capaz de lhes dar cor. A Cleópatra não tem razão: O tempo não é conselheiro, é um ditador que alguns conseguem deitar abaixo. Com palavras, por exemplo. Escreve sempre.

Apache disse...

Grande Rainha, se Ídio ficar sem escalpe, mais ninguém ter escalpe!...

Grande "Advogado", cédula, Índio tem, mesa é que não!...

Grande Feiticeira, Índio ser especialista em ondas mecânicas, incluíndo reflexão e refracção do som, Índio estar sempre de orelhas no chão, logo Índio dominar acústica. Índio também dominar comunicações, mais exactamente "fumologia"!...

Uga!!!

Cleopatra disse...

Oi fernando?

Quem disse que eu tinha razão?

Eu estava era zangada com o tempo.

Nunca me dá bons conselhos e toda a gente diz para nos aconselharmos com ele!

para além de haver falta ainda achamos que faz falta para nos tirar...tempo e outras coisas boas da Vida!


Olhe que tem de ver o espirito do texto..

Nesse dai... deitava fumo!

Tudo OK.
Voltemos á primeira opinião que é a que mais sinto:

GUARDAMOS NA MEMÓRIA...SERENAMENTE.

E saboreamos de qdo em vez...

E choramos quando não têm mais sabor...

Ora bolas!
O Fernando vai dizer que não tenho razão...novamente.

Subscribe