Em memória do J. e da A. que me ensinaram a ser como sou

O céu ganhou duas novas estrelas há bem pouco. Duas estrelas grandes e cheias de Luz.
Foi com muita dor que as vimos subir. Mas ainda assim elas aqui permancem. Guardadas em corações grandes e naquele ainda pequenino do vosso "homem grande".
E estas mãos trazem-nos à memória dos olhos um bocadinho de cada um de vós.
Que bom seria senti-las aqui agora.
 Posted by Picasa

3 comentários:

Anónimo disse...

Queria ser a mão engelhada, se a outra elegante e bela fosse a tua!
A. Maciel

Buera disse...

è a Lei natural da vida: 1º vão os avós, depois os pais, e antes dos nossos filhos..nós....

Cleopatra disse...

lembrei-me de Eugénio de Andrade e Alvaro Cunhal...

Subscribe