Quando a ausência se tornou um estado natural, o que fazemos com o espaço deixado pelas lembranças em branco?
E como tornamos em ausências as presenças que queremos que mais não sejam uma memória sem cor?
 Posted by Picasa

2 comentários:

Cristina disse...

Bem, se a intenção deste post é o que eu estou a pensar... é forte!
E uma das coisas que podemos fazer é...Blogs
rsrs

Albatroz2 disse...

Eu adoro o mar....adoro o ar livre...gosto de pensar sobre o nada...é bom ocupar a cabeça com pequenas coisas sem importancia...e não pensar em coisas serias

Subscribe