Quando os nós são tão frágeis que uma simples brisa os pode desatar, fazemos que cremos, ou fazemos crer, que toda a realidade mascarada é limpída e cristalina.
E assim os dias avançam.

7 comentários:

António Rosa disse...

Depois de ter terminado com o "Postaias da Novalis" para me dedicar mais à astrologia, tenho aproveitado este tempo para desenvolver mais os conceitos evolutivos dos signos do zodíaco, como base elementar desta nossa reencarnação.

Aqui fica o convite para conhecer melhor o signo onde está o seu sol de nascimento, assim como o dos seus familiares e amigos.

Copie-os para o word, para melhor poder reflectir sobre o signo mais importante do do seu zodíaco.

Agradeço comentários no sentido de melhorar os textos, aprofundando-os.

Um abraço,

António Rosa

Cristina disse...

obrigada pela visita e pelo comentário :)
gostei de cá vir...

Apache disse...

A vida é feita de nós, alguns desatam-se, outros... gostávamos de conseguir desatar.
Também há os que ficam e... ainda bem.

Raposa Velha disse...

Mais uma excelente escolha fotográfica. Sobre os nós, ou o sentido figurado das ligações, há-os de todos e mais alguns tipos.

Fallen Angel disse...

Retrocedem...

Nós frágeis.

Luis Eme disse...

Às vezes é bom viver, mesmo só alguns minutos, a fingir... ou a brincar...

Mjosé disse...

Sabes que há uma "Nossa Senhora dos Nós"?
Um dia ofereceram-me um postal com as figuras de uma senhora rodeada de anjos, uns a levarem-lhe laços com nós, que ela vai desatando, e outros a receberem-nos já completamente desfeitos.
No verso, está uma oração que aqui deixo para todos os que são crentes:
"Virgem dos Nós
Tu, imaculada,
Omnipotente, pela graça,
ajuda-nos no momento
presente, no qual a
humanidade
tem de desfazer nós
dificilimos;
e faz, com o Teu Amor de Mãe,
que todos os homens
formem uma só familia,
aquela de filhos de Deus.
É a solução de tudo!
Assim seja!"

Um grande xi-coração, Eva!

Subscribe