Nunca mais poderei sonhar porque tu não estarás ao meu lado e,
descobri hoje, só posso sonhar contigo ao meu lado.
Agora, neste momento, não sei onde estás.
Imagino-te a fazer tantas coisas.
Imagino-te a não te lembrares de mim.

José luís Peixoto in "Antídoto"

5 comentários:

Mjosé disse...

Como eu entendo este poema!... Sendo o sonho livre em si mesmo, quase impossível de controlar, às vezes já não faz sentido sonhar com alguém que já não está ao nosso lado..., já não do nosso lado, ou... simplemente, já pertence a outra dimensão!... Sempre profundas as tuas escolhas de poesia, Eva amiga!
Um grande xi-coração!

Mjosé disse...

´"..., já não está do nosso lado,"
(desculpa, escrevi à pressa)

Tozé Franco disse...

Bom Domingo.

Ni disse...

Dói. Mas é lindo, este excerto.

Ni*

magarça disse...

"Porque sei que me esqueces é que lembro cada instante o que perco e não vem mais"
António franco Alexandre, "Duende"

Subscribe